Domínio Público – Clássicos da literatura mundial

Para quem gosta de ler, mas não se importa de ter o livro ou está sem dinheiro o novo site do governo Domínio Público é uma boa pedida. O site desenvolvido com software livre pelo governo federal (até que enfim estão pensando!) foi lançado em novembro com um acervo de 500 obras propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores. A idéia do site é coletar texto, imagem, som e vídeo a fim de preservar e difundir conhecimento.
Por enquanto a busca de imagens não gostou de mim e retornou zero. Já a sessão de literatura contém uma quantidade razoável de obras, com 2664 ebooks em PDF na busca simples. Dentre as obras há pelos menos autores brasileiros, russos, ingleses, americanos, espanhóis, franceses e indianos numa primeira olhada. É possível encontrar milhares de obras renomadas sejam contos, livros de ficção científica, tratados de filosofia, psicologia e biologia, clássicos da literatura erótica (o básico Kama Sutra), poesia e muito mais.
Os textos são coletados de outras bibliotecas virtuais como a Biblioteca virtual do estudante de língua portuguesa da Escola do Futuro, The Literature Network, Phoenix-Library, eBooket, Gallica, Planet PDF e Project Gutenberg entre outros. E claro, depois de tudo isso de graça não espere que todo esse material esteja disponível em português. Os nosso autores e os portugueses estão, mas boa parte dos textos está em inglês, algumas outras obras em espanhol e francês. Não me aventurei mais para saber se há algo em russo ou alemão, mas não duvido. Boa diversão por lo. (via Folha Online)

Related Posts with Thumbnails
This entry was posted in books, culture, literature and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Domínio Público – Clássicos da literatura mundial

  1. Donizetti says:

    O “Domínio Público” pode e deve melhorar… Mas já é uma delícia. Pena que eu realmente tenho bode de ler na tela do computador…

  2. Carlos says:

    Até que essa foi uma boa iniciativa do governo. Gostei da dica.

  3. Bibi says:

    Imprime Donizetti! 🙂
    Imprime duas páginas em uma folha que fica bem legal para ler, mas nem sempre sai mais barato…
    Bem dito Carlos “até que enfim”. É o tipo de coisa que demorou muito até.

Comments are closed.