O grande gif animado

Árvore do Ibirapuera
Recado aos paulistas: você já viu o grande gif animado perto do Ibirapuera? Sim, o gif animado gigantesco de 53 metros de altura, 25 metros de diametro e 200 toneladas, chamada árvore de Natal do Ibirapuera. Desculpe, mas para mim aquilo lá é um gif animado. De longe até é bonito, fica piscando diferente a cada hora, mas é gif.
De perto não tem tanta graça, por que as cores não ficam tão bonitas e você vê aquele monte de armações de metal. Paulista que é paulista tem que passar lá e dizer “eu vi”, nem que seja para passar de carro, como eu fiz.
Domingo, oito e meia da noite e eu lá parada 15 minutos num trecho minúsculo, só por causa da bendita árvore e da fonte saltitante do Ibirapuera. Todo mundo indo devagar só para poder ver os dois. O problema desse tipo de coisa são os outros motoristas, que como eu, estavam com pressa para fazer alguma outra coisa, como ir comprar presentes de Natal na Livraria Cultura do Villa-Lobos, vulgo paraíso.
Eu lá no trânsito pensando: “por que diabos esse povo não estaciona e vê direito o que acontece ao invés de reduzir e atrapalhar o trânsito?”. Fiquei sem resposta e ainda dei com a cara na porta da livraria – domingo fecha às nove da noite. Presentes de Natal só semana que vem, menos o da Sizinha.
Pois é, foi chato, mas mesmdo assim eu recomendo ir ver o grande gif e as águas saltitantes. O espetáculo com luzes, música e a fonte treinada do Ibirapuera é mesmo bonito. Vá lá um dia ver isso, mas pare o carro. Até o fim do ano tem tempo. A árvore, vulgo grande gif, fica lá piscando até o dia 6 de janeiro e as fontes até quando o patrocínio pagar.
O único dia que eu sei que tem fonte dançante, porque eu passei lá, é domingo à noite. Aliás, se estiver com pressa num domingo não pegue o caminho para a Brasil passando pelo Ibirapuera, pegue qualquer outro caminho. Aproveite ainda, depois de admirar o show de luzes e a árvore, a uma distância razoável para ficar bonita, e veja o deixa que eu empurro, vulgo Monumento às Bandeiras, que está lindo depois de uma limpeza que fizeram.
Aos cariocas o meu recado: sim aqui é bonito sim e não me importo que vocês tenham a maior árvore flutuante do mundo, eu amo esse inferno aqui. Só para não dizeram que deixei de ser paulista e não falei mal dos cariocas. Agora chega.
Ainda falando do fim de ano por aqui, haverá sim Réveillon na Paulista. A prefeitura disse que não tem verba (será que foi birra?), mas o governador disse que banca, mesmo com patrocínio, a festa. Assim ninguém fica tristinho, sem dinheiro e sem ter onde ir no fim de ano. Segundo a Folha de São Paulo, hoje serão anunciadas as atrações do evento.
Ps.: leia o pequeno artigo de Gilberto Dimenstein – O Réveillon da cidadania.

Related Posts with Thumbnails
This entry was posted in blogging, São Paulo and tagged , . Bookmark the permalink.

2 Responses to O grande gif animado

  1. Leia Beigler says:

    Bibi
    No momento o seu blog é o que me extasia.Fora seus links fantásticos ,adorei o vitoriano e o do ilustrador japones,seus comentários em portugues como o grande gif animado são bem humorados.
    Quanto à sua reclamação de alguém pegar e não dar crédito,acontece,vou até voltar a prestar atenção sobre essa questão dos créditos que me interessa .Espero que o linkador não seja o NemoNox porque eu gosto dele,but don’t matter,às vezes eu não coloco.
    Comecei a ler os seus textos sobre RSS.
    Abraços

  2. Bibi says:

    Muito obrigada Leia. Eu tento manter o humor nos posts, mesmo quando critico, mas às vezes não dão. Foi realmente muito chato ficar lá parada no trânsito, mas pelo menos ri disso agora.
    Pegar informações e não dar crédito acontece o tempo todo em todo o lugar. Na faculdade via exemplos ótimos (ou pésssimos dependendo do ângulo) disso. O problema é que alguns sites deixam claro que nada pode ser copiada, mas copiam. Outros deixam copiar tudo e não pedem nada. Hoje qualquer site brasileiro pode usar os registros da Creative Commons para licenciar o conteúdo. No meu eu fiz isso: você pode copiar qualquer coisa se não for para uso comercial, mas tem que citar a fonte e permitir que os outros copiem. Dê uma olhada no site da Creative Commons (www.creativecommons.org). Na dúvida eu só coloco o link para o site.
    Ah, e sim, ele é um dos, sempre tem vários, mas preferi ocultar os nomes.

Comments are closed.