28ª Mostra de Cinema – 22 de outubro

Zatoichi
Wheeeeeeeeeeeeeeeee! Primeiro dia!
Acabei perdendo o horário e acordei tarde demais, o que me fez perder a programação. Reordenando acebei ficando nas três primeiras sessões no Cinearte. As duas primeiras fora difíceis de aguentar. Não veja nem que te paguem: Vácuo. Filme bem ruim, o que me fez rever a visão de que filmes alemães são bons. História previsível e mal construída, romântico demais e sem graça. Num futuro distante um homem reeencontra seu amor de infância, que mora em um lugar onde todas as pessoas são vigiadas (panótptico de novo?). Não vale o ingresso.
O efeito Ketchup, filme que seria legal se eu tivesse até quinze anos. Filme de sessão da tarde sueca, com boas piadas, bem feitinho, trilha pop, bem juvenil, e claro bobinho. Uma jovem entra no colegial e conhece novas pessoas, descobre que nem todos são boas pessoas, aprende uma lição e sai por cima. Enfim, aquelas coisas de sempre.
Mas meu dia não foi todo ruim, pois os dois últimos filmes eram bons. Contra a parede ganhou o Urso de ouro em Berlim e é realmente bom. Só para a trilha sonora eu já daria dez por conter Sisters of Mercy e Depeche Mode. As atuações são boas, e corta a idéia de que cinema alemão é pesado e depressivo (eu tinha essa idéia alguns anos atrás). Há momentos depressivos, pesados (também com uma história de dois suicidas e a personagem principal tentando se matar várias vezes) mas consegue momentos de leveza com pequenas piadas, gestos e cenas e uma banda turca tocando na divisão de sequências do filme.
Filme do dia: Zatoichi do Takeshi Kitano. Muito bom. Fui achando que seria um filme sério, como Dolls, mas já sabia que iria ser violento. Qual não foi a minha surpresa com as cenas divertidíssimas de violência, sangue jorrando, diversas piadas e humor que pelo visto não deve ser japonês. É um espetáculo, para diversão. Bem feito bem escrito, com cenas muito bonitas e final surpreendente. Aos poucos vá reparando no ritmo que surge no filme (no caso o som). Alterna momentas e pura violência / humor com delicadeza e poesia em imagens típicas de filmes japoneses.
Para amanhã: Balão Branco, Os sonhadores, Conspiração, Terra da Fartura, Má Educação e mais um, mas depois eu comento sobre eles. Boa noite e bons filmes.

Related Posts with Thumbnails
This entry was posted in cinema, events and tagged , , , . Bookmark the permalink.

One Response to 28ª Mostra de Cinema – 22 de outubro

  1. Gesiel says:

    Bibi, se empolgou tanto com o festival que se esqueceu de passar pra gente que não mora em Sampa… por que parou? parou por que? rss

Comments are closed.