Mudanças no Orkut

Há mais de um mês comecei várias mudanças no Orkut. A primeira delas foi na minha lista de amigos, passei de mais de 1120 para 700, depois 500 e por fim uns 200 e poucos. O números da minha lista de amigos voltou a subir de umas duas semanas para cá porque os brasileiros resolveram entrar em peso e nessa leva, muita gente que eu conheço, mas que ainda não tinha se inscrito lá, resolveu entrar.
Parte dois: minhas comunidades. As comunidades foram o segundo alvo da minha mudança, como há um limite nas comunidades também, de até mil e ainda preciso de um leitor decente para elas, comecei a apagar também. Das 900 agora restam 372 (isso porque me inscrevi em algumas) no momento, mas ainda vou sair de mais algumas. Deletei mais algumas e arrumei as preferências das minhas: todas são públicas, as pessoas não podem mais enviar mensagens para todos os membros e o idioma em cada uma delas foi selecionado.
A mudança seguinte aconteceu no meu profile. Resolvi colocar uma mensagem um tanto agressiva em resposta a e-mails que recebi de vários brasileiros. Nosso comportamento tem sido um caso à parte: mensagens demais para FOAF, para comunidades, tópicos escritos em português em comunidades em inglês e correntes através do Orkut.
A primeira dessas correntes e que me fez postas a mensagem abaixo no profile (e que retirei somente hoje) falava sobre ultrapassar os EUA, porque eles é que eram os culpados do inglês ser o idioma oficial do Orkut, que eles se achavam o máximo, e que era para cada um que recebesse a mensagem repassar e convidar o máximo de pessoas que conhecesse. Eu, que me comunico com pessoas de outros países no meu inglês meia boca, que tenho alguns amigos americanos que sempre me respeitaram (muito mais do que vários brasileiros) não gostei nada dessa xenofobia nossa. E o mais absurdo é que mensagem falava que a xenofobia era deles! Aqui vai o meu texto no about me em resposta:

If you don’t like americans, or think this is a little game and wants to beat americans in member percentage, just to be proud of Brazilians being the first, get out of my friend list or I’ll do that myself! There are over 500 thousand people on orkut from many different countries and they speak or try to speak English a lot of the time to enable communication, so that everyone can understand each other. Remember that English came from Britain and is also spoken on Canada, India, Australia and a lot countries of Europe. How do you expect communication between a Brazilian and an Iranian or a Swedish? If you are not well enough educated to understand that, or to enjoy meeting people from different cultures and respect a free service, don’t talk to me.

Outra coisa que estava me irritando e que só complica o funcionamento dos sevidores do Orkut e fere as regras de boa convivência e as de adesão são os bogus. Parece que os brasileiros acharam super divertido criar profiles fictícios de todos os tipos: personagens de novelas, pessoas famosas, nomes vulgares com fotos no mesmo nível, animais com profiles e por aí vai. E depois ainda reclamam dos servidores do Orkut, dizem que é um lixo e continuam por lá! Incrível!
Eu continuo firme lá, trocando informações com pessoas de diversos paíes, inclusive Irã, que tem subido nas estatísticas de quantidades de usuários por país. Essa é uma das coisas mais valiosas e que mais aprecio no Orkut: onde mais além de lá eu iria encontrar pessoas com gostos tão variados e dos mais diferentes países e mesmo assim trocar informações, mesmo que sejam em inglês? Pois é… devo isso ao Orkut.
Quanto aos bugs, bom eles continuam existindo. Um deles mostrava o meu número de mensagens negativo além do número de fans estar errado até hoje, mas uma hora eles arrumam isso.
menos 5

Related Posts with Thumbnails
This entry was posted in social software and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink.